No próximo 12 de outubro, às 21h15min, o Estádio Olímpico de Roma será palco da partida beneficente “Unidos pela paz”. Esta será a segunda edição da iniciativa promovida pelo Papa Francisco em apoio aos programas educativos e sociais da Fundação Scholas Occurentes, CSI, UNITALSI e AMLIB.

Lendas do futebol

Confirmaram a participação no evento, entre outros, os campeões mundiais  Ronaldinho, Diego Maradona, Roberto Carlos, Fabio Capello, Antonio di Natale, Herna Crespo e Gianluca Zambrotta, que atuarão junto aos maiores jogadores em atividade e as lendas que deixaram sua marca na história deste esporte.

Ronaldinho e Roberto Carlos

“Estou realmente feliz de voar para Roma para jogar da partida Unidos pela Paz”, disse por sua vez Ronaldinho, ao responder positivamente ao convite para participar desta importante iniciativa.

“Será uma grande noite, espero que tenha muita gente para estarmos todos unidos com o Papa Francisco pela paz no mundo”, afirmou Roberto Carlos.

Maradona

“Convido às pessoas a darem a sua pequena contribuição no dia 12 de outubro à partida pela paz”, foi o convite de Diego Maradona para o jogo.

Nos próximos dias serão anunciados os novos jogadores que participarão desta segunda edição, para tornar este evento um novo sucesso de solidariedade e de paz.

Valor do esporte e da arte

O Papa Francisco, lançando oficialmente nos meses passados este evento, dirigiu-se a todos os jovens do mundo, sublinhando o valor do futebol e do esporte para a poiar a educação e tornar possível a cultura do encontro pela paz: “É tempo de mostrar que somos capazes de promover a paz por meio do jogo e também com a arte”.

Destinação dos recursos

Os recursos arrecadados com a partida irão financiar diversos projetos, que têm por objetivo comum criar uma cultura da paz, entendida como um momento de justiça social, de acesso para todos, em particular crianças e jovens a quem, seguidamente, em várias partes do mundo, são negados os serviços básicos de instrução, assistência e formação.

Terremoto

Na Itália, por exemplo, apoiará a população de Amatrice atingida pelo terremoto em 24 de agosto, por meio de ações concretas para a reativação das estruturas esportivas de base e oratórios, formando educadores e instrutores.

Mas não somente. Sempre por meio dos valores do esporte serão colocadas ao centro da atenção as periferias italianas e argentinas, com as crianças com necessidades especiais e as suas famílias (para ajudá-las concretamente no usufruto dos serviços de assistência) e nas periferias de Kinshasa (por uma formação educativa e cultural que os acompanhe na escolha do futuro).

Fonte: Rádio Vaticano