Nesta segunda-feira, 6 de Agosto, centenas de calouros iniciaram sua caminhada acadêmica na Universidade Federal do Amazonas, campus Parintins, no Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (Icsez). A aula magna, realizada no ginásio da Instituição, apresentou o tema “O desafio de ser universitário”, ministrada pela administradora Prof.ª Dra. Luiza Maria Bessa Rebelo, ganhadora do prêmio Guerreiro Ramos em inovação na gestão pública.

O Instituto possui atualmente sete cursos de graduação: Administração, Artes Visuais, Comunicação Social – Jornalismo, Educação Física, Serviço Social, Pedagogia e Zootecnia. Além da aula inaugural, os discentes ainda puderam desfrutar de som ao vivo no Restaurante Universitário.

Para a discente Maria Vitória, caloura do Curso de Comunicação Social/Jornalismo, a aspiração pela área vem desde criança, e que agora se torna realidade.

“Eu estou muito ansiosa, pois é o que eu sempre quis fazer. Sempre gostei de me comunicar com as pessoas, e já fiz comerciais para TV quando criança, isso me inspirou”, disse Maria.

O calouro Kenison da Silva Carvalho, do curso de Artes Visuais, veio do município de Barreirinha. Ele comenta que este momento representa um novo passo e que pretende mostrar tudo do que ele é capaz.

“Vim aprender por mim e por minha família, pois não é fácil deixar minha mãe chorando, em Barreirinha. Quero levar o nome da minha cidade o mais longe possível e mostrar que eu sou capaz”, disse o calouro.

O curso de Zootecnia recebe a caloura Jakeline Tavares, natural de Belém/PA. Segundo ela, os conhecimentos ao longo do curso servirão para contribuir com o empreendimento no campo da família.

“A criação de gado do meu pai fez eu escolher esse curso. Ele trabalha nessa área há um bom tempo e espero poder contribuir com ele e com a minha família através dos conhecimentos adquiridos”, disse Jakeline.

Foto: Marcos Felipe

A Prof.ª Dra. Luiza Maria Bessa, palestrante da noite, ressalta que o jovem ingressante da UFAM, precisa entender a complexidade da atual sociedade, e aposta em profissionais atuantes no próprio território parintinense.

“Minha abordagem foi dedicada ao nosso mundo complexo e altamente tecnológico. Falei sobre como esses futuros profissionais devem ingressar no mercado. O campus de Parintins é recente, e o investimento feito na criação das universidades no interior faz com que as cidades também evoluam, uma vez que os alunos formados tendem a ingressar no mercado do próprio município”, disse a professora.

O diretor do Instituto, professor José Luiz Pereira, comenta sobre a nova fase dos jovens calouros, os quais possuem agora autonomia com seus estudos dentro da Universidade.

“Nosso novos alunos agora têm autonomia com seus estudos e devem aproveitar muito bem isso. O trabalho deles é apenas estudar, e o que pudermos fazer para que possam ter uma boa estadia durante os anos que passarão no campus, vamos fazer”, disse o diretor.

Além dos calouros, ao dia também foi de reencontro para os veteranos do Instituto, que retornam às aulas após período de férias.  O segundo semestre 2018 da UFAM se encerra no dia 10 de dezembro.

Red.: Marcos Felipe