Em tratamento médico há mais de uma semana, faleceu na madrugada desta quinta-feira (9), o bispo de Itacoatiara (a 270 quilômetros da capital), Dom Carillo Gritti. A morte do religioso italiano de 75 anos foi sentida pelo deputado estadual Sinésio Campos (PT), que abordou o assunto durante pronunciamento no mesmo dia, na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

“Durante 15 anos Dom Carillo esteve à frente da prelazia de Itacoatiara e foi um dos fundadores do Colégio Nossa Senhora do Rosário, lá em Itacoatiara. Ele também instituiu paróquias em Itapiranga, Urucurituba, São Sebastião do Uatumã, Silves e Urucará, além de Itacoatiara”, detalhou Sinésio.

Dom Carillo Gritti morreu às 5h da manhã, no Hospital Nilton Lins, em Manaus. Ainda não há informações sobre causa da morte e local do funeral e enterro. “Estamos apresentando uma moção de pesar ao falecimento desse grande homem, que prestou relevante serviço não só à Igreja Católica, mas ao exercício da cidadania”, concluiu.