A forma que o Sindicato dos Taxistas de Parintins encontrou para coibir a circulação de veículos irregulares no período do Festival Folclórico foi de cadastrar todos os membros da categoria. Os profissionais do volante devem procurar a sede sindical para efetuar o registro.

Segundo o presidente, Raimundo Pimentel, nos dias de festa folclórica existe “táxis piratas” que acabam fazendo uma concorrência desleal. O presidente anuncia quais procedimentos os taxistas parintinenses devem fazer junto ao sindicato e ao setor de trânsito da prefeitura:

“O taxista vem ao sindicato, preenche uma ficha de cadastro, seu carro passará por uma vistoria para então receber o selo de qualidade. Aproveito e solicito do poder municipal uma maior fiscalização na categoria, para evitar carros irregulares em circulação sem o adesivo de aprovação do sindicato”, disse o presidente.

Durante o período do Festival Folclórico, a cidade recebe um grande número de turistas, os quais têm a opção de trafegar com o serviço de táxi. Desta maneira, o sindicato prepara seu efetivo para atuar corretamente neste ano.

Red.: Ednilson Maciel