O presidente do Senado, Renan Calheiros (PDMB-AL), afirmou nesta segunda-feira, 9, que a decisão do presidente em exercício da Câmara dos Deputados é “absolutamente intempestiva”. Ele decidiu, portanto, passar à leitura das conclusões do parecer da comissão especial do impeachment no Senado.

Renan disse que aceitar essa “brincadeira com a democracia seria ficar pessoalmente comprometido com o atraso do processo”, e ao fim não cabe ao presidente do Senado dizer se o processo é justo ao injusto, mas ao plenário, ao conjunto dos senadores.

O presidente do Senado suspendeu a sessão por dois minutos após senadores da base do Governo gritarem em discordância com a decisão de Renan Calheiros.

Fonte: Canção Nova