A decisão unânime da executiva estadual do PT no Amazonas de abrir mão de lançar candidato ao Senado foi formalizada no início da semana com o envio ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) da ata da convenção do partido, que aconteceu no domingo, dia 5.

Com isso, caberá ao parceiro de coligação PSB, do candidato a governador David Almeida, indicar qual será o segundo nome da aliança a concorrer a uma das duas vagas que se abre no Senado.

A coligação já tem um candidato a senador na chapa, que é o vereador Chico Preto (PMN).

Essa outra vaga estaria reservada para a candidatura à reeleição da senadora Vanessa Grazziotin, do PCdoB, em costura de acordo nacional dos partidos. Em princípio, ela teria a rejeição do PSB.

Red.: Neudson Corrêa