No primeiro dia de reunião, os bispos manifestaram preocupação com as mudanças no quadro religioso do país.

As últimas sessões desta quarta-feira, 6, primeiro dia da 54ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, aprofundaram a leitura sobre a realidade da Igreja no país, sob a perspectiva das mudanças do quadro religioso.

A especialista Sílvia Fernandes apresentou pesquisas sociológicas sobre o assunto, bem como dados que representam a ação pastoral da Igreja. O que se percebe, segundo o episcopado, é um crescimento na migração de fiéis entre as religiões e expressões cristãs no país.

Para o Arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, a situação preocupa a Igreja por ser um movimento em que as pessoas chegarão, ao fim das contas, sem nenhuma religião.

Fonte: CNBB