O juiz da 2ª Vara de Justiça da Comarca de Parintins e plantonista do fim de semana, Saulo Góes Pinto, encaminhou pedido à Secretaria de Estado da Segurança Pública do Amazonas (Seap) para que seja enviado reforço militar para Parintins em 48 horas e que seja providenciada a transferência de presos de Justiça que apresentam ameaça à ordem dentro do presídio local.

A determinação judicial foi protocolada na manhã de domingo, 9 de setembro, junto à direção da Unidade Prisional de Parintins, depois de tentativa de fuga de sete presidiários, na madrugada, por volta das 3 horas.

De acordo com informações, para evitar maiores transtornos no interior do presídio as visitas de domingo naquela casa de detenção foram suspensas.

Conforme o diretor de Secretaria da 3ª Vara da Comarca de Parintins, João Vinícius Lago Cecílio, representando o juiz Saulo Góes Pinto, o reforço policial era esperado por todo dia de ontem, para transferência de presos a Manaus, o que não aconteceu.

João Vinícius disse que um avião deve chegar hoje a Parintins para conduzir os detentos que tiveram envolvimento no assalto em Boa Vista do Ramos, e que isso já era uma decisão do juizado da primeira vara.

Red.: Neudson Corrêa