Adson Silvério, irmão do presidente afastado da Câmara de Parintins, Everaldo Batista (PROS) invadiu o prédio do Poder Legislativo Municipal por volta das 12h30 desta quinta-feira (05) e ameaçou matar a presidente interina Karine Brito e demais vereadores. De acordo com as informações publicadas no Blog de Amazônia o homem ainda teria empurrado um dos seguranças e os ameaçou.

“Você são todos ladrões. Aqui só tem ladrão. Meu irmão não roubou nada”, gritava o irmão do presidente afastado. Ele tentava entrar no gabinete da presidente sala que acontecia uma segunda reunião de vereadores que debatia providência que a Câmara adotaria diante da ameaça iminente da não realização do Festival Folclórico de Parintins em 2016. O governador do Estado quer praticamente se afastar da organização do evento e deixar o “pipino” nas mãos dos bumbás Garantido e Caprichoso.

A segurança conseguiu retirá-lo do prédio e a Polícia foi chamada.

A presidente Karine Brito esteve na Delegacia de Polícia e registrou boletim de ocorrência por ameaça de morte. Ela também disse que iria conversar com o juiz Fábio Olintho, que determinou o afastamento de Everaldo Batista e Ray Cardoso, acusados de desvio de combustível da Casa e pedir segurança.

Everaldo está afastado desde o dia 19 de março e corre sério risco de perder o mandato.