O Boi-Bumbá Garantido venceu o 51º Festival Folclórico de Parintins e se tornou campeão, alcançando 31 títulos. O Boi do Povão levou o melhor na soma das três noites de espetáculo, com 488,8 pontos, onde apresentou o tema “Celebração”. Com “Viva Parintins!”, o Caprichoso fez 488,5 pontos, três décimos a menos, e atualmente tem 21 conquistas de campeão.

A apuração aconteceu na manhã desta segunda-feira (27) no Bumbódromo de Parintins, com transmissão ao vivo pela TV A Crítica e pelo A Crítica Play. A 51ª edição do evento aconteceu neste final de semana, com apresentações nas noites dos dias 24, 25 e 26 de junho, sexta, sábado e ontem, domingo.

Na primeira noite, dia 24, o Caprichoso venceu com 209,4 pontos e o Garantido alcançou 209,2 pontos. Na segunda noite, dia 25, quem levou a melhor foi o Garantido, que venceu com 209,6 pontos, e o Caprichoso recebeu 209,1 pontos. Na terceira noite deu empate: tanto Caprichoso quanto Garantido levaram 70 pontos.

Festa na rua

Ao final da apuração, os torcedores do Garantido fizeram uma grande carreata levando o Boi do Povão e o troféu de campeão com rumo ao Curral Lindolfo Monteverde, sede do Garantido, na Baixa do São José.

“Esse foi o festival da superação. O grande diferencial foi a emoção, a galera junta, a torcida toda, os trabalhadores unidos. Todos esses componentes nos levaram ao título”, disse Adelson Albuquerque, presidente do Garantido.

Impugnações

Nenhum pedido de impugnação feito pelas duas associações folclóricas foi acatado pela comissão julgadora do festival. A terceira e última noite, domingo (26), não recebeu pedidos de impugnação porque valia “menos”. Ambas as associações folclóricas respeitaram o tempo mínimo de 2h e limite de 2h30 de apresentação nas três noites de festival.

Caprichoso

Apresentando o tema “Viva Parintins!”, o Boi-Bumbá Caprichoso levou o troféu de Melhor Galera, tendo alcançado o melhor no somatório das notas. “A apuração foi correta, mas, infelizmente, não era o que a gente esperava. Mas é isso aí: bola pra frente e vamos fazer um novo boi grande para o próximo ano”, afirmou Rodrigo Carvalho, um dos fiscais do Azul durante a apuração.

Do Acritica