No feriado de Corpus Christi católicos fiéis do mundo todo celebram o “Corpo de Cristo”. Mas, o que exatamente significa isso e por que esse feriado não é comemorado sempre no mesmo dia, em todos os anos?

A festa de Corpus Christi celebra a presença do corpo e sangue de Cristo e é um dos sacramentos da Eucaristia. Segundo as religiões cristãs, na quinta-feira santa, dia que antecedeu a sua morte, Jesus Cristo reuniu os seus apóstolos para a Última Ceia, quando disse: “Isto é o meu corpo (apontando para o pão), e isto é o meu sangue (apontando para o vinho)”.

Os católicos do mundo todo agradecem então, o dom da Eucaristia, no qual creem que Deus é o alimento espiritual da alma, como acrescenta Dom Giuliano Frigeni.

Às 17 horas será celebrada a missa na Catedral e em seguida a procissão pelas ruas com o Cristo Eucarístico. O pároco da Catedral, padre Rui Canto convida o povo católico a participar da solenidade. “Então queremos convidar após a missa das 17 horas a procissão vai percorrer a Avenida Amazonas, Jonathas Pedrosa, Avenida Nações Unidas, Gomes de Castro, novamente Avenida Amazona até a Catedral”, anunciou.

Desde as primeiras horas da manhã famílias e comissões se reúnem para ornamentar os locais por onde passará a procissão.

História

A celebração da data teve início em 1193, por iniciativa da religiosa belga Juliana de Cornellon, que disse ter visto a Virgem Maria pedindo para que ela realizasse uma grande festa com o intuito de honrar o corpo de Jesus na Eucaristia.

Anos mais tarde, em 1264, o papa Urbano IV consagrou a festa (que já acontecia)  à Igreja Universal. Através da publicação da bula Transituru do Mundo, Urbano IV decretou a celebração como sendo oficial, e com a tríplice finalidade: honrar Jesus Cristo, pedir perdão a Jesus pelo que foi feito a ele e protestar contra aqueles que negavam a presença de Deus na hóstia sagrada.