Com 35 anos de experiência na recuperação de dependentes químicos, a Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica, a maior obra da América Latina, que regenera vidas e famílias. Ao todo, são 130 unidades espalhadas pelo mundo.

Desse montante, 86 estão distribuídas pelo Brasil, enquanto as outras estão espalhadas em 22 países do mundo. E em breve, a diocese de Parintins terá a sua Fazenda da Esperança, cuja obra está em construção no município de Maués, às margens do Rio Maués Mirim.

A reportagem Alvorada foi até o local onde está sendo erguida a primeira casa que vai receber a equipe da Fazenda da Esperança. Padre Marcilio Moutinho, voluntário da Fazenda da Esperança foi quem deu as coordenadas e nos mostrou o lugar. A futura fazenda tem uma bela paisagem: um lago de belas águas escuras.

Na obra, o pedreiro João Lobo Andrade, coloca os primeiros tijolos da casa, e ele sabe que neste local muitas vidas passarão por transformação. “Este lugar será um local de esperança e reviravolta na vida de muitas pessoas e por isso trabalhar aqui se tornou um prazer diário. Agradecemos o apoio dos padres e de toda igreja católica de Maués”, disse João.

Padre Marcilio Moutinho é um grande colaborador da obra. O sacerdote fala sobre os trabalhos desenvolvidos em prol da futura Fazenda da Esperança, o qual contou com ajuda de fiéis e empresários de cidades vizinhas.

“A gente fica feliz por ver o trabalho acontecer, especialmente com a ajuda de muitos amigos. Agradecemos imensamente aos parceiros de Maués, de Parintins, de Boa Vista do Ramos pela ajuda financeira para construção da obra”, comentou o padre.

A Fazenda da Esperança irá servir aos municípios de Maués, Boa Vista do Ramos, Barreirinha, Nhamundá e Parintins. E ao saber disso, o prefeito de Boa Vista do Ramos, Eraldo CB, doou duas importâncias significativas para ajudar na construção. Ele reconhece a iniciativa da igreja em recuperar vidas num trabalho com o da Fazenda.

“Quando observamos um trabalho feito de maneira correta sob comando de pessoas do bem, a gente sente a necessidade de  ajudar. Conheço o padre Marcilio e sei de sua responsabilidade. Também sabemos do quão importante será a presença da Fazenda da Esperança aqui na região da Diocese. Toda ajuda que pudermos fazer para auxiliar no tratamento de nossa gente, iremos cumpri-la”, afirmou o prefeito de Boa Vista do Ramos.

O sucesso da Fazenda da Esperança se deve ao programa de recuperação, o qual se baseia em processos pedagógicos que elevam a autoestima e resgatam a dignidade dos seus acolhidos.

Esse programa de recuperação é baseado em um tripé que consiste basicamente no trabalho, na espiritualidade e na convivência. Tanto que todos os acolhidos vivem numa irmandade que de tão unida, é capaz de devolvê-los o real sentido da vida, do amor próprio e com o próximo.

Como resultado, a Fazenda da Esperança é responsável pela recuperação de centenas de milhares de pessoas, que em sua grande maioria se voluntariam para ajudar outros que necessitem de ajuda.

Red.: Ednilson Maciel