“Pra nós o ensaio foi tranquilo, cumprimos o que pretendíamos. É complexo, mas temos domínio sobre isso”. A avaliação é de Fred Góes, membro da comissão de arte do boi Garantido, após o primeiro ensaio técnico de arena realizado na noite desta segunda-feira na arena do Curral Lindolfo Monteverde. Com a apresentação de itens individuais, coletivos e a interação da galera o boi do coração na testa se mostrou preparado para as três noites de apresentação na arena do bumbódromo. O ensaio técnico tem o objetivo de demarcar espaço e computar o tempo de apresentação.

Dentre os itens individuais apenas Tony Medeiros não concluiu o ensaio. Após o primeiro verso ele deixou o palco. “Ele teve uma indisposição, mas está bem e vai estar no ensaio de amanhã (hoje)”, informou o apresentador Israel Paulain.

Fred Góes, diretor musical, Edwan Oliveira, diretor de arena e Israel Paulain, apresentador, ao fim do ensaio, conversaram sobre os seus respetivos pontos de vista do primeiro ensaio técnico. “O ensaio pode dar mais ou pode dar menos (tempo) e tudo isso deve ser preparado. Então essa é a hora de errar e corrigir”, afirma Góes.

O diretor de arena do Garantido, Edwan Oliveira destacou a atuação dos artistas como surpreendentes e superam todas as expectativas em qualquer avaliação. Dentre os itens individuais a cunhã Poranga Verena Ferreira foi a que mais levantou o público rubro. Ela se despede este ano da arena do bumbódromo.

Os ensaios técnicos seguem hoje e amanhã na cidade Garantido. Este ano os ensaios de arena não ocorreram no bumbódromo por conta do atraso na liberação do Centro Cultural.