Ao tomar conhecimento das necessidades que passa o Hospital Padre Colombo, o empresário da capital do Estado, Edilson Rufino, doou ao hospital um caminhão de materiais secos, os quais ajudarão na manutenção e atendimento a milhares de pessoas que procuram 24 horas o HPC.

A iniciativa partiu da assistente social, Claudia Novo que estagiou neste local de atendimento à saúde e viu a realidade que o mesmo enfrentava pela falta de materiais.

“Sabemos da importância do Hospital Padre Colombo para sociedade parintinense, assim como sabemos das dificuldades enfrentadas para mantê-lo. Estive aqui a mais ou menos um ano e meio como estagiária e pude perceber o grande esforço para sustentá-lo. Hoje venho retribuir todo conhecimento adquirido aqui durante os dias que tive como experiência, por isso é um dia muito importante”, disse emocionada a assistente social.

Edilson Rufino é o proprietário do Supermercado Baratão da Carne, em Manaus, e esteve presente no ato de doação, mas não quis gravar entrevista. Por outro lado, a comerciante Luciane Azêdo o representa e diz o seguinte:

“O seu Edilson sempre visita Parintins, especialmente no Festival Folclórico e tem conhecimento das dificuldades dos hospitais da cidade. Ele fez a ajuda por meio da assistente Cláudia, mas não gosta de gravar entrevistas. Ele doa sem interesses futuros ou para receber algo, simplesmente para fazer o bem”, afirmou Luciane sobre o empresário Edilson Rufino.

O diretor clínico, Dr. Alberto Figueiredo, o diretor administrativo, Ozair Albuquerque, e o bispo diocesano Dom Giuliano Frigeni acompanharam a entrega da doação. Dom Giuliano comanda o hospital há dezenove anos, e ressalta que ações como essa são bênçãos que ajudam a manter o serviço do hospital a toda população parintinense e demais cidades da região do Baixo Amazonas.