No dia 18 de maio, data de luta e combate ao abuso e exploração sexual contra criança e Adolescentes, a delegacia especializada em Parintins, anuncia um número considerável de denúncias, a maioria ligada ao crime de estupro de vulnerável.

Para a delegada Alessandra Trigueiro, somente nesse primeiro semestre já foram mais de 40 registros confirmados. O número assusta, mas ao mesmo tempo a polícia vê como positivo, pelo resultado que as campanhas vêm obtendo em Parintins.

A titular da Polícia Especializada ao Combate do Crime Contra Crianças e Adolescentes, participou da mesa redonda que ocorreu no auditório do CETI na tarde desta quinta-feira. A mesa redonda abordou o tema “os desafios do enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes no município de Parintins”.

Alessandra Trigueiro destaca a importância da união dos órgãos, no enfrentamento a violência contra crianças e adolescentes. “As Instituições unidas contra este mal fortalece o combate. É claro que numa denúncia o que move toda a ação é a palavra da vítima. A partir disso podemos trabalhar em conjunto para combater o crime”, disse a delegada.

As vítimas estão tendo coragem de denunciar. “Isso é positivo”, revela a delegada Alessandra Trigueiro. “As vítimas estão cada vez mais criando coragem para denunciar. E o debate sobre esse assunto é pra esclarecer que elas não estão sozinhas”, complementou Alessandra.

Red.: Cleimer Carneiro