O período eleitoral começa a ganhar forma a partir da próxima sexta-feira (20), quando iniciam as convenções partidárias para a ratificação de alianças e candidaturas, que se estendem até o dia 5 de agosto.

O partido que vai estrear esse calendário é o Psol, que realiza sua reunião na sexta, a partir das 18h. O Psol trabalha com os nomes dos pré-candidato Nindberg Santos, da UGT e Ilzanete Campos para a disputa ao governo do Estado. O Psol terá uma chapa com 48 pré-candidatos a deputado estadual e, 16, para federal.

O PTB agendou a convenção partidária para o dia 23 de julho, na próxima segunda-feira. O PTB, liderado pelo vereador Reizo Castelo Branco é pré-candidato a deputado federal.

Cinco dias depois, no dia 28, o PSC, que aposta no jornalista Wilson Lima para a disputa ao governo do Estado, realiza sua convenção das 9h às 12h.

No mesmo dia, a Rede Sustentabilidade também apresenta os nomes para a disputa eleitoral deste ano.

Já a reunião do PT, segundo o presidente do diretório estadual da sigla, deputado estadual Sinésio Campos, será no dia 1º de agosto, com horário e local a definir. Apesar da data agendada, o petista afirma que segue em contato com várias legendas, entre elas o PSB, que tem como pré-candidato ao Executivo o presidente da ALE-AM, David Almeida.

Já as legendas do PDT, PSD, PMN e PCdoB preferiram deixar para realizar suas convenções nos dois últimos dias do prazo: 4 e 5 de agosto.

O PSD por exemplo, realizará o evento da sigla no dia 4 de agosto. A legenda conta com a pré-candidatura do senador Omar Aziz para a disputa ao governo do Estado, assim como a da ex-primeira-dama Nejmi Aziz para deputada estadual, juntamente com a ex-prefeita de Anori, Sansuray Xavier, da vereadora Nega, de Parintins, e da jornalista Liliane Araújo para representar a sigla na Câmara Federal.

Já o PDT, legenda do governador Amazonino Mendes, deixou para realizar o evento no último dia, dia 5 de julho. Até o momento, a sigla não confirmou o nome de Mendes como pré-candidato à reeleição, apresentando ainda, os nomes dos militantes Carlos Fernandes e Madalena de Souza para a disputa do cargo ao executivo, podendo “haver mais” nomes, segundo o presidente do diretório estadual, Hissa Abrahão. A decisão de “descartar” o nome de Amazonino expôs um racha interno na sigla.

De acordo com site Contraponto9, no mesmo dia e horário, também será realizado o evento do PMN, que tem como pré-candidato ao Senado, o nome do vereador Chico Preto, que lançou esta semana o nome do militante Marcelo Amil como pré-candidato a governador.

Apesar da escolha, o presidente do diretório municipal, Sirlan Cohen, não nega que continua conversando com o PSB – que tem como pré-candidato majoritário, David Almeida – e que tudo só será definido até a data do evento.

O PCdoB que tem a senadora Vanessa Grazziotin como pré-candidata à reeleição, também realiza a convenção partidária no dia.

A reportagem procurou os diretórios e assessorias do MDB, PSB e PSL, que informaram que ainda não há definição para as convenções partidárias das siglas.

Red.: Neudson Corrêa