Comunidades do Projeto de Assentamento Vila Amazônia, na divisa com o Estado do Pará, enfrentam há 15 dias falta de energia elétrica. De acordo com o líder comunitário do Laguinho, Edvan Carvalho, o problema está no parque energético localizado na sede da Vila.

Edvan sustenta que, em torno de 23 comunidades localizadas a partir do Açaí, na Gleba Vila Amazônia, até a Galileia, no Estado do Pará, as comunidades estão sem energia elétrica há quase três semanas.

O problema, segundo o líder comunitário do Laguinho, Edvan Carvalho, afeta cerca de 3 mil e 500 pessoas.

Com a falta de energia elétrica os moradores enfrentam inúmeros prejuízos, entre eles a queima de eletroeletrônicos, alimentação que estraga porque não tem onde armazenar os produtos.

A falta de energia afeta a educação, principalmente do ensino mediado por tecnologia, o chamado ensino tecnológico, cujas aulas são ministradas direto da Seduc, em Manaus, por meio da internet.

Diversos apelos já foram feitos às autoridades locais a gerente da Eletrobras Distribuição de Energia, mas até nenhuma resposta foi dada, nem solução.

“Estamos sofrendo com a falta de energia. Estamos nos mobilizando para fazer um protesto, em breve, para cobrar um serviço de melhor qualidade. Já estamos estressados com essa situação, desse vai e vem da energia”.

Red.: Neudson Corrêa