“80 anos de Amor em Azul e Branco” é a temática escolhida pelo Bumbá Touro Preto da cidade de Barreirinha para o XXXI Festival Folclórico do município. O anúncio ocorreu no Restaurante Bella Barreirinha, em frente ao rio Paraná do Ramos e contou com a presença da diretoria azul e branca, conselho de artes, itens individuais, sócios e convidados. O evento ainda lançou para os torcedores, o DVD oficial de arena do ano de 2017, exibido em telão para todos os presentes.

Foto: Marcos Felipe

O episódio deste sábado marca o início da caminhada azulada rumo ao quinto título consecutivo, um feito jamais conquistado na história do Festival, e para isso o Bumbá aponta para sua história, vivenciada durante 80 anos.

O Touro Preto nasceu na comunidade de Vila Nova, área rural do município, das mãos do pescador Paulo Beltrão. A brincadeira ganhou força com o passar dos anos e o fundador resolveu migrar para a cidade, levando consigo seu brinquedo favorito. Em Barreirinha, Paulo Beltrão e seus amigos fizeram do bairro de Santa Luzia, sua morada definitiva.

O lançamento do tema reservou fortes emoções para todos os convidados, em especial para Hudson Beltrão, anunciado como novo membro do Conselho de Artes. Hudson é bisneto de Paulo Beltrão, porém durante muito tempo atuou no Bumbá contrário, o Touro Branco.

“Poder escrever um pouco dessa história é bastantes gratificante e por isso estou muito feliz. É claro que existe todo um processo de mudança e adaptação, mas como sou apaixonado pelo Festival de Barreirinha e minha família é toda azulada, acredito que seja o momento certo de estar aqui”, disse Hudson.

Para o Cory Pontes, membro do conselho e responsável pelas escolhas das toadas que compõem o CD oficial, este ano o Touro Preto prioriza os compositores com conhecimento básico da história do Bumbá. Ele acredita que este possa ser o melhor produto fonográfico já produzido.

“Estamos recebendo toadas todos os dias e vejo que os compositores entenderam nossa proposta para este ano, a qual é de exaltar em poesia nossa caminhada até aqui. Não tenho dúvida que nossa galera vai gostar bastante do trabalho final”, diz o artista.

Zico Beltrão, vice-presidente do Bumbá e presidente do Conselho de Artes, agradece a presença do Sistema Alvorada de Comunicação e ressalta que o tema escolhido já estava determinado a bastante tempo.

“Não poderia ser diferente, nosso Touro completa 80 anos de história, e precisamos honrar o legado deixado por nosso fundador, que concebeu este sonho em Vila Nova e nos trouxe como presente para nossas vidas. Estamos todos felizes e seguros de um excelente trabalho daqui pra frente, rumo ao pentacampeonato”, enfatizou o vice-presidente.

Foto: Marcos Felipe

O Festival Folclórico de Barrerinha ainda não possui uma data certa para este ano, porém o Touro Preto, assim como já fez o Touro Branco, cumpre com seu calendário cultural, num evento recheado de saber popular, transmitido ao longo de oito décadas.

Red.: Marcos Felipe