O Brasil venceu a Colômbia por 2 a 0 neste sábado, na Arena Corinthians, e se classificou para a semifinal do futebol masculino na Olimpíada Rio 2016. Depois de um começo ruim no torneio, com dois empates por 0 a 0, a seleção brasileira conseguiu sua segunda vitória seguida. De quebra, Neymar ainda desencantou nos Jogos Olímpicos. O camisa 10 foi caçado em campo mas respondeu com bom futebol e marcou o primeiro dele nos Jogos e do Brasil na partida, em cobrança de falta. Luan fechou o placar. O adversário por uma vaga na final é a seleção de Honduras, na próxima quarta-feira, no Maracanã. Do outro lado da chave se enfrentam  Alemanha e Nigéria.

A seleção mostra clara evolução desde o primeiro jogo, o empate por 0 a 0 com a África do Sul, até hoje. O Brasil jogou bem contra a Colômbia. O técnico Rogério Micale manteve o mesmo time da vitória por 4 a 0 sobre a Dinamarca, com Wallace e Luan nas vagas de Thiago Maia e Felipe Anderson, que foram para a reserva. O esquema tático, portanto, tem quatro atacantes: Luan, Neymar, Gabigol e Gabriel Jesus, que deixam o time inegavelmente ofensivo. Foram dos pés dos quatro, principalmente de Neymar e Luan, que saíram as jogadas mais perigosas da partida. E foi do camisa 10 o primeiro gol, de falta, aos 12 minutos.

A vantagem no placar deixou o time mais tranquilo, mas em vários momentos a partida ficou quente. Culpa dos colombianos, que cometeram faltas, chutaram os brasileiros fora do lance e fizeram tudo o que puderam para tirar os garotos da seleção do sério. Nessas horas, valeu muito a experiência de Renato Augusto para tirar Gabigol e Jesus de confusões com os rivais. Neymar ainda revidou uma falta e foi advertido com o cartão amarelo, mas, no geral, o Brasil mostrou um pouco mais de maturidade. “Acho que esse jogo nos fez mais ainda aprender que não pode entrar na pilha dos outros. A gente apanhou muito. Me bateram, me empurraram. Há um tempo eu ia tomar cartão, coisa que hoje não pude fazer para não ficar fora da semifinal. Então fiquei tranquilo, de cabeça boa e conseguimos colocar o futebol em prática”, disse Jesus após a partida.

Além do ataque, que foi bem, a defesa também merece destaque. Atuação impecável de Marquinhos e Rodrigo Caio, principalmente, contra os experientes e habilidosos atacantes colombianos Borja e Teo Gutierrez. “A diferença do time foi a mentalidade. Isso fez total diferença. Hoje vocês viram um time mais combatente, que lutou até o fim e soube jogar como precisava”, disse Marquinhos. O lateral-direito Zeca também foi peça importante no sistema defensivo, que deu tranquilidade para os outros setores da equipe jogarem mais soltos. Foi depois de uma série de ataques colombianos desarmados pela defesa brasileira que surgiu o segundo gol do time, aos 38 do segundo tempo. Luan aproveitou espaço deixado pela defesa adversária, avançou pelo meio e deu lindo toque  para encobrir o goleiro Bonilla, que estava adiantado. Golaço e classificação garantida.

Com a vitória do Brasil, estão definidas as semifinais do futebol nos Jogos Olímpicos. No masculino, Brasil x Honduras e Alemanha x Nigéria. No feminino, Brasil x Suécia e Alemanha x Canadá. Ou seja, existe a possibilidade de termos Brasil x Alemanha nas duas finais. Talvez seja a oportunidade perfeita para o futebol brasileiro tentar apagar um pouco da marca deixada pelo 7 a 1.

 

Fonte: El Pais