Os clamores dos bois Garantido e Caprichoso chegaram ao Poder Legislativo nesta quinta-feira, 12 de maio. A deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB) ocupou a tribuna para cobrar uma definição do Governo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), sobre o Festival Folclórico de Parintins 2016.

“Quero me unir ao povo de Parintins, pois faltam 43 dias para o festival folclórico e não há definições que são muito relevantes para a realização e formatação do evento. O Governo diz que vai diminuir o repasse e quer jogar para os bois toda a estrutura logística do festival e isso é impossível”, comentou Alessandra.

A deputada lembrou a recente manifestação na Ilha Tupinambarana em que artistas das duas agremiações deram um abraço simbólico no Bumbódromo em protesto à proposta do Governo de reduzir, de três para duas noites, o Festival Folclórico de 2016.

Os bois Garantido e Caprichoso também lutam contra a redução de 50% no repasse de recursos financeiros do Governo do Estado para os bumbás. Além do segmento cultural e folclórico de Parintins, a rede hoteleira e o setor de comércio e serviços também buscaram apoio da deputada do PMDB.

“O Governo tem que fazer um esforço para apoiar o Festival, pois os bois Garantido e Caprichoso movimentam a economia e promovem o turismo, gerando emprego e renda principalmente nesse momento de crise que o País atravessa”, concluiu a parlamentar.

Com informações da Assessoria de Imprensa