Élcio Flavio Matos da Silva, 60, conhecido popularmente por “Cupido” nasceu no dia 02 de Julho de 1956. Parintinense, casado, pai de quatro filhos e estudou até a 6ª série do ensino fundamental na escola Waldemar Pedrosa. Reside na Francesa e exerce a profissão de metalúrgico.

Começo

Cupido iniciou sua carreira no futebol em 1976, na segunda divisão do futebol parintinense. Em 1977 ingressou no Sul América onde disputou o primeiro campeonato e conquistou seu primeiro titulo como jogador profissional,vencendo o clássico contra o Amazonas pelo placar de 6 a 1. Em 1980 viajou para Santarém, no Pará, onde disputou o campeonato local pela equipe do São Raimundo.

Após um ano em Santarém jogando no São Raimundo retornou a Parintins e ingressou na equipe do Nacional. Segundo Cupido, nesse ano o Sul América não participou do campeonato. No ano seguinte voltou ao Sul América, e só em 87 voltou a defender as cores do Nacional.

Conquista

Como atleta, conquistou 08 títulos no time do Sul América e um título no São Raimundo de Santarém. Durante os 20 anos de carreira como jogador, 16 anos atuou no time Leão azul da cidade, só não conquistou titulo com a seleção parintinense de futebol, porém segundo ele, sua maior conquista foi atuar como jogador titular dos jogos que o selecionado da Ilha Tupinambarana realizou.

Marcante

Para Élcio, o momento marcante de todo esse período em que jogou foi na Copa Intermunicipal de Futebol do Amazonas. A seleção parintinense empatou em um a um com Maués, no estádio Tupy Cantanhede, diante de sua torcida. “Fomos para Maués fazer a segunda partida e ninguém acreditava mais em nós, todos diziam que íamos ficar fora do campeonato, porém tínhamos uma seleção formada por 22 jogadores de alto nível. Quando o jogo começou fiquei no banco de reservas e a equipe de Maués saiu na frente, vencendo o primeiro tempo de um a zero. No segundo tempo eu e o Expedito entramos no jogo e viramos a partida, Eu fiz dois gols e o Oscar fez um”, lembra emocionado o ex-atleta.

Outro momento ele lembra foi em uma partida contra a seleção de Maués valida pelo intermunicipal, Cupido fez um gol do meio de campo com a bola em movimento. O gol foi tão bonito que foi inserido até em filme. Só não revelou o nome do filme.

 

Frustração

Como jogador o que o deixava frustrado era jogar com uma equipe inferior tecnicamente, pois assim seu time não conseguia atuar da melhor forma contra o adversário. “Perdi uma partida pela Copa Intermunicipal aqui em Parintins jogando contra Manicoré; uma para a seleção de Autazes em Manaus e duas decisões para o Amazonas, decidindo título parintinense. Todos pelo placar de um a zero e isso, me deixa decepcionado até hoje. Mas isso são coisas do futebol”, declarou.

Futebol hoje

“Vejo o futebol hoje com muita tristeza, nossa cidade cresceu e o nosso futebol esta se acabando, não acabou. Nós crescemos em tudo menos no futebol, já deveríamos ter pelo menos uma equipe disputando o campeonato estadual”. Estas foram às declarações do ex-jogador Élcio. Segundo ele,a festa de Garantido e Caprichoso cresceu em Parintins, porém a falta de apoio contribui para a decadência do futebol na Ilha Tupinambarana. “O jovem de hoje esqueceu de jogar futebol, antes só tínhamos rádio e fazíamos um futebol de qualidade. Hoje tem televisão o jovem tem como assistir os grandes clubes jogarem e depois usar isso para aprimorar seu futebol” afirmou.

Cupido, só discorda do número de equipes disputando a modalidade. De acordo com Élcio, o campeonato deveria ter pelo menos o numero de seis equipes disputando o parintinzão, com isso ficaria mais fácil trabalhar a organização tanto da competição e das equipes. “Não sou contra times menores e o número grande de equipes filiadas à liga, mas deveria fazer com outros clubes uma competição paralela, com jogos na preliminar de cada jogo principal”, finalizou.

Entrevista por: Nelselino Santarem

Ano: 2014/2016