Celebrações, Peregrinações, Círio e a gigantesca procissão que ao longo do caminho era adornada de enfeites; os hinos e a imagem da padroeira marcaram a manifestação de fé em torno de Nossa Senhora, por meio da Virgem do Carmo teve seu encerramento com a participação de milhares de devotos, neste domingo, dia 16, cujo início se deu dia 06 de julho.

A imagem não sairá tão cedo da mente de quem se fez presente no evento: pagadores de promessas; as missas e o arraial; as comidas da barraca da santa e os brinquedos do parque. O religioso e o social se tornaram encontro e reencontro de famílias em função de uma só Mãe, Maria.

Para Dom Giuliano Frigeni, Maria é única pessoa depois de Cristo a cumprir plenamente o plano de Deus. Por isso se tornou Mãe de cada cristão. De acordo com o bispo diocesano, “Nossa Senhora nos foi entregue por Jesus, pois sabia que o seu amor de Mãe seria capaz de torná-la também nossa Mãe. Maria é Mãe de cada um de nós!”

Para dona Rosilda de Souza, devota de Nossa Senhora do Carmo, que estava ao lado do andor, como muitos outros fiéis, “Nossa Senhora é Mãe que não abandona seus filhos.”

No contexto do novenário da Virgem do Carmelo, as pregações se desenvolveram em torno do tema “Maria e as vocações, na família, na igreja e no mundo” e o lema “Fazei tudo o que Ele vos disser!”. Frei Leandro Alencar, veio de Recife realizar as pregações do novenário. Ano passado ele não pôde permanecer para a procissão e neste ano esteve presente na manifestação religiosa. O frade carmelita destacou que a coroação da festa neste dia 16, é uma verdadeira renovação espiritual de fé. A procissão foi uma profissão da fé do povo parintinense e dos devotos vindos de todos os lugares. Volto cheio de alegria e renovado para minha terra”, afirmou Frei Leandro.

Para o pároco da Catedral Diocesana, padre Rui Canto, a festa do Carmo é uma festa da Diocese. “São muitas mãos que se unem em torno da festa para que tudo aconteça a contento e o povo que participa faça realmente uma experiência de fé durante os dias de encontro.

Da Redação, Ednilson Maciel